liberdade

28.12.07

28.12.07

020, originally uploaded by rapariga como eu.

tive de procurar nas minhas fotos antigas imagens do exterior, com luz natural e que mostrassem um qualquer espaço aberto para fazer este post...
há já vários dias que o único cenário que mostro são as paredes da minha casa! não que não possa sair, mas não o suficiente ou com a descontracção necessária para conseguir captar qualquer tipo de imagem significativa.
a primeira lição que recebo da minha gravidez é sobre o conceito de liberdade...
tantas vezes somos escravos da vida que levamos, do trabalho, da sociedade, do tempo, que acabamos por perder a nossa liberdade quase que totalmente, porque a maioria das coisas que fazemos são por obrigação e não por decisão! a grande diferença é que geralmente nem nos apercebemos disso.
estando em casa e tendo um objectivo bem definido para fazer um "pause" na minha vida, os dias correm a um ritmo suficientemente lento para que perceba e sinta exactamente todos os momentos em que deixo de fazer algo que me apetece por um outro motivo maior...
apesar de não estar a fazer muito sentido, o que quero dizer com este post, ou melhor o que quero perguntar é como é que é...
sempre me indaguei sobre as pessoas que tinham um tipo de emprego/vida diferente da minha, e agora pergunto como é que é...
- não ter um trabalho de 8 horas por dia
- ficar em casa com os filhos
- trabalhar num regime a partir de casa e gerir o seu próprio tempo
- pura e simplesmente não trabalhar porque não se tem nenhum tipo de necessidade económica
- ter o tempo todo do dia para o que quer que seja que se julgue necessário
- ser dono exclusivo de toda a liberdade de acções durante os seus dias
como é que é...????
deixo aqui o desafio a quem quer que leia este blog de deixar aqui o seu comentário sobre a sua experiência...enquanto eu vou fazendo o meu reset sobre conceitos pré-definidos de liberdade que fui armazenando no meu cérebro ao longo da vida...
RESET

4 comentários

  1. Com a liberdade vem aquilo que muita gente não quer na sua vida, que é o risco.

    Como conceito, a liberdade é perfeita, mas a verdade é que não é para toda a gente.

    Nem toda a gente suporta ter a sua própria vida inteiramente aos seus ombros, saber que depende inteira e unicamente daquilo que faz, e não das decisões do chefe e da chegada segura do salário ao fim do mês.

    Gerir o nosso próprio tempo é o mais complicado. Impôr a nós próprios disciplina, prazos e ritmos. Gerir, gerir, gerir tudo! É fazer de patrão e empregado ao mesmo tempo!

    A parte mais interessante é que ambos os estilos de vida têm prós e contras muito fortes, o que deixa a decisão apenas a cargo da personalidade da pessoa.

    Eu prefiro a liberdade, apesar de não ter rede. A motivação de trabalharmos para nós próprios não tem comparação.

    ResponderEliminar
  2. Concordo inteiramente com o que a Alice escreve. Há mais risco, mais preocupação. E por vezes trabalhas tanto (como patrão e empregado) que acabas por não ter vida, não tens um final de dia com a família, não tens fins-de-semana de descanso como os outros. E por vezes olhas os outros e pensas como são felizes e nem se apercebem. Têm uma vida com horários pra entrar e mais ou menos para sair. Não trazem trabalho pra casa. Ganham menos, mas têm direito a estar doentes, ao subisidio de natal e de férias.
    É uma opção, mas confesso que por vezes perferia um futuro mais certo.

    ResponderEliminar
  3. Acho que o que realmente interessa é procurarmos ser felizes com o que fazemos e a vida que temos. Se o somos a trabalhar por nossa conta ou por conta de outrém é indiferente. O que interessa é estar num caminho que nos dê satisfação e que nos faça aprender algo. Às vezes é preciso procurar muito e experimentar várias técnicas para nos realizarmos como pessoas (não só profissionalmente), mas é assim mesmo a vida. Assim é que tem graça, a procurar muito e a aprender, sempre.

    ResponderEliminar
  4. Acima de tudo a nossa liberdade é o nosso estado de Felicidade, quando estamos felizes sentimo-nos livres. Talvez daí a procura constante da Felicidade....

    ResponderEliminar