da maternidade

6.12.12

6.12.12


Quando pensamos nas mudanças nas nossas vidas de mãe, frequentemente surgem-nos ideias das coisas que já não fazemos, dos sítios onde não fomos, de uma liberdade que já nem sabemos bem qual é. Sim, todas nós sabemos e sentimos isso um pouco todos os dias. Mas depois o resto é sempre maior, certo, eu sei, mas a sensação não deixa de lá estar...
No entanto sempre achei que a maternidade não tinha de ser o fim, mas apenas o início de uma nova era, mais forte e confiante. Este vídeo (lamechices à parte) é um exemplo disso, se conseguirem, isolem toda a parte 'children related' e reparem só na fantástica bailarina que a mãe é, aos 29 anos, duas gravidezes e uma vida doméstica depois. Porque dançar é uma forma de expressão tão natural e bela como falar ou cantar, não é restrita e não reconhece estilos ou formas. E porque ser mãe é também ser mulher, com sonhos, expectativas e riscos, que são só nossos, e que apenas a nós cabe viver.
'you go girl'!

3 comentários

  1. É verdade, muda tudo mas não acaba nada! :)

    ResponderEliminar
  2. e eu q ando a pensar tão seriamente nisso...cada vez me convenço mais que muito vai mudar, mas q o essencial não! :)

    ResponderEliminar