embrace the old

19.6.13

19.6.13
Retro Kitchen DOS FAMILY



Antes de mais obrigada!
Obrigada por todos os comentários e mails que o post abaixo despoletou.
Adoro fazer estes posts, com cenários da vida normal, porque acho que muita gente se identifica. Todos sabemos de quais cozinhas gostamos, quais as imagens que nos deixam de queixo caído, de como tudo faz sentido nestas fotos bonitas de blogs de decoração. Mas também todos sabemos que as fotografias da nossa cozinha nunca são assim, pois não? That's life!
Na nossa cozinha há lixo e louça por lavar e móveis que detestamos e tralha em sítios que nem reconhecemos. Pelo menos na minha há.
Ainda assim a foto da cozinha do post de baixo ainda tem alguma vantagem porque não tem a tal tralha de todos os dias, está vazia, o que é uma grande coisa!

Adorei os vossos comentários e as vossas sugestões e inspirações, adorei perceber que há outras pessoas a fazer o mesmo que eu agora.
As compras já estão feitas e são o fogão (incontornável) um candeeiro de mesa (a única peça que escolhi apenas pelo seu aspecto) e 3 pontos de iluminação cujo critério foi única e exclusivamente o preço. Há 2 tecidos que estavam aqui encostados à espera de um momento especial (porque fazemos isso???), uma barra de acessórios de parede, e é isso.
Ah e um pedido à avó para uma cortina de crochet para a janela (linda!!!) mas ao que ela ripostou como sendo um desperdício (um crochet dela na janela da cozinha? daquela cozinha? humpf!)...

Nestes dias a pensar em cozinhas e a olhar para o catálogo do ikea e a fazer contas umas atrás das outras, percebi algo muito importante. As cozinhas que eu mais gosto de ver na internet, são aquelas que conjugam coisas incrivelmente velhas com outras novas. Gosto do ar industrial e de uma boa iluminação.
Claro que seria muito mais fácil pensar num espaço limpo e branco e ir decorando, mas não é assim, é um espaço laranja e preto e branco com uma banca em cima de tijolos, uma chaminé, uma mesa e cadeiras muito antigas.
Então aqui está o velho, o precioso velho que eu tanto gosto e é dele que vou fazer o melhor.
Andei dias à procura de um exaustor que coubesse naquela chaminé (o que não há, claro!) até que ao lembrar da cozinha da minha avó pensei: "mas para que precisas de um exaustor se tens uma chaminé"? Pois não preciso, a chaminé serve para isso mesmo. E estas conclusões parecem óbvias, mas quando fazemos obras, ficamos com o cérebro meio lento!

E é isso, aceitar o velho e ver o melhor que ele tem, dar-lhe destaque e acrescentar uma ou duas funções essenciais e já está.
Uma parte do trabalho já está em andamento (instalações eléctricas) e o resto vou fazer depois, devagar, detalhe por detalhe.
E vou mostrar tudo aqui, pois vou porque eu sei que vocês vão gostar de ver assim como eu gostaria. Não vai parecer uma revista ou blog de decoração, mas vai parece uma casa:D

E de seguida algumas inspirações 'embrace the old'.
Enjoy!
(imagens via IKEA family)

5 comentários

  1. oh yeah! do embrace the old!
    what a very cool post, like it a lot. cheers, Ingrid

    ResponderEliminar
  2. Acho que a cozinha alaranjada (ou os azulejos são amarelos?) tem o seu potencial. Obras zero quer dizer que pintar os azulejos de outra cor ou cobri-los também está fora de questão?
    No nosso caso, a casa é arrendada e não temos mesmo permissão para mudanças de fundo mas tenho vindo a juntar ideias (que posso partilhar) e talvez ajudem. http://pinterest.com/raqueluria/planning-a-kitchen/

    Pelo menos que inspirem...

    ResponderEliminar
  3. Eu prefiro inspirar-me com coisas reais que com cenários! Embrace it and be happy!

    ResponderEliminar
  4. Eu também gosto muito de ver a mistura do antigo com o novo. Acho que é sempre aquela coisa o que se pode conseguir manter bem velho coloca-se e depois o resto vai novo. É sempre uma realidade bem real :)
    E as cozinhas do ikea, são sempre um sonho mais não seja em arrumação
    Kisses
    Sofia G

    ResponderEliminar