moreno patchwork

18.8.12

18.8.12
moreno patchwork
 
Pronto, já sei que todas as pessoas que me conhecem estão neste momento a abrir este post e a rir maliciosamente ao ler a palavra 'moreno'. Fica aqui então a nota para quem não me conhece que eu sou a mais branquela da praia e arredores, e nem o facto de ter passado toda a minha vida junto ao mar, conseguiu mudar isso. Mas não vamos falar de bronzes e outras coisas que não me dizem nada, porque o que eu quero falar aqui hoje é de pele, sim, a pele e os seus problemas (por isso aos poucos rapazes que me lêem ficam já saber que este post não vos interessa).

A minha pele nunca foi perfeita. Não. Mas também nunca foi de fugir. Não. Mas actualmente e após duas gravidezes um dos meus problemas de pele que mais me incomoda está a atingir o seu auge: manchas castanhas na pele da cara ou mais conhecido como 'pano'. Geralmente acontece em mulheres mais velhas mas a mim começou muito cedo até antes de ter tido a minha primeira filha, mas agora, depois da segunda tudo está pior e eu estou a mentalizar-me que ou faço qualquer coisa agora ou me habituo para sempre a um moreno cada vez mais patchwork e uma cara que não é bem a minha. E não, não quero começar já a desprezar a minha beleza dos 30 anos, com coisas irremediáveis porque não são. Então, este blog que geralmente não serve para estas coisas da beleza, hoje serve para recolher opiniões para eu começar a pensar e pesar soluções possíveis.

Então aqui vai, raparigas da blogosfera que têm este tipo de manchas ponham o dedo no ar e digam lá o que fizeram para resolver isso. Tratamentos lazer? Cremes? Médicos? Vá, vamos lá a escrever aqui nos comentários tudo direitinho, com nomes, marcas e moradas. Prometo que se tudo correr bem chego ao alto nível da exposição e coloco aqui um 'antes' e 'depois'!

Obrigada!

13 comentários

  1. olá sílvia.
    é mariana, cunhadinha :)
    olha eu também tenho umas "manchas" na cara (no nariz, mais precisamente) que me parecem ter vindo para ficar. são diferentes das tuas, são algo do tipo eczemas/rosácea/indifinido, já me apareceram há 5 anos (desde aí faço reacção alérgica ao sol, paralelamente), e até hoje ainda não consegui tratar definitivamente. como isto não passou com o tratamento do meu médico de família ele indicou-me a dermatol dr.natividade, da policlina de espinho.
    ainda nao tenho diagnostico exacto porq só fui a duas consultas com ela (espassadas de 3 anos), e por causa da alergia ao sol so testando inverno vs verao(o q nao fiz) é que dá. o tratamento de prevenção q ela me deu da ultima vez está a funcionar mt bem (n tem cremes com cortisona e essas coisas!).ela é porreira,atenciosa, e, tenho a intuição de que, eficaz (consulta- 60 oiros).
    outra médica que consultei de quem gostei tamb é a dr. adosinda orfão, do hospital da arrábida (n me lembro do preço).

    ResponderEliminar
  2. não as tenho (ainda!!) mas tenho uma amiga que teve após a 1ª gravidez e tratou! vou apurar tudinho e depois digo-te alguma coisa. isso não é nada irremediável =) ânimo que vai passar.

    ResponderEliminar
  3. Olá Sílvia,
    Eu sempre tive alguns problemas de pele, principalmente depois dos 25 quando me foi diagnosticado acne adulto que é uma treta difícil de ter solução... sempre fui ao Dr Massa na cedofeita é carote (75€) mas muito eficaz, não só comigo mas também tenho testemunhos familiares positivos... é um bocado rígido e nem sempre está muito bem disposto mas é muito conceituado.
    Em cima falam da Dr Natividade também já me aconselharam e com feedback mt positivo.
    A experiencia que tenho com os dermatologistas é que é precido ser perseverante e cumpridora dos tratamentos, pois nem sempre os resultados são imediatos. outra coisa chata é que não tomas os remediozinhos e já está... nao... normalmente tens de continuar sempre com as rotinas... mas pronto depois passa a isso mesmo uma rotina que nos faz sentir melhor ao espelho!

    ResponderEliminar
  4. lamento imenso a desilusão provavelmente causada mas queria apenas dizer que tenho uma pele espectacular e não faço ideia do que falas! ahahaha, estou a brincar como é óbvio! mas falando a sério, não faço mesmo ideia do que falas! só venho dar aqui um voto de esperança para que tudo corra bem e que essa beleza continue... aos 30, 40, 50... ainda assim tive problemas de pele desde tenra idade, mas nunca na cara e acabou por se resolver durante a adolescência (quando normalmente começam todos os outros!). e pronto era isto! espero que encontres uma solução e pelo que sei por outras pessoas com problemas de pele (ainda que diferentes), passa sempre muito pela disciplina e rotinas, por vezes um pouco chatas, mas se é pelo nosso bem, assim tem de ser, não é verdade? ;) um beijinho!

    ResponderEliminar
  5. Tenho duas ou três manchas pequenas (2/3 mm) na cara, e são fruto não só da idade mas sobretudo do sol. Tenho aplicado à noite o Clinique Even Better Clinical Dark Spot Corrector. Não é milagroso mas atenua bastante.

    Outra coisa, essencial, para prevenir o aparecimento de outras: um creme de dia com SPF 25 aplicado sempre, verão e inverno.

    ResponderEliminar
  6. Querida Sílvia, em relação à tua pergunta, realmente não te posso ajudar, porque felizmente, além de nunca ter tido nenhum problema de pele, pouco sei sobre como curar esses mesmos problemas.
    Em relação ao Ikea, fui fazer uma pequena reportagem, que depois irei publicar, vais poder assim ver as fotografias :)
    E passaste-me um blogue delicioso também, obrigada!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  7. Apareceram-me manchas escuras creio que há cinco ou seis anos por causa de uma pílula... e nunca mais partiram...
    Não sei como se curam mas sei como não as deixo aparecer muito (e porque o sol é o meu pior "amigo" no que às manchas diz respeito...) protector solar 60 e quando estou na praia a bezerrar ao sol (coisa que faço sempre que posso) mesmo com o protector cubro a cara. Tenho conseguido que não fiquem muito visíveis por isso deve estar a funcionar.... :) No Inverno practicamente não se notam. Espero consigas bons resultados.

    ResponderEliminar
  8. Olá, bom dia.
    Cá vai o meu looonnnngo testemunho.
    Sei bem do que falas. Sou muito branca (e não tenho problemas com isso, gosto)e também a mim me começaram a aparecer essas manchas na cara, a que se dá o nome de melasma, vulgo pano, como falas no teu post. Reparei que me apareceu depois da toma da pílula belara, que tenho de tomar por motivos outros de saúde à simples contracepção. Não tenho filhos e como disse não sou morena.Digo isto para desmistificar o pensar-se que melasmas só acontecem a pessoas morenas e com filhos...pois, errado. Andei e ando num dermatologista, não vou dar nomes não por nada de especial, mas porque muitas vezes achamos que o "nosso médico é que é bom" e não me apetece fazer este papel. Aconselho-te a ir a um e logo verás. Também sou seguida pela médica de família e ambos me dizem: não tem cura! (que bom, irra)não tem a ver com pílula, há quem nunca a tenha tomado e também as tem (manchas), se a deixar de tomar, não desaparecem na mesma (ora bolas), emfim tudo isto já me trouxe um desgaste emocional tremendo. A solução ao meu caso foi a aplicação de uma pomada a Pigmentasa em que o príncipio activo é a hidroquinona,sempre á noite ao deitar e no inverno(ou seja, antes mesmo de dormir, nada de a colocar e estar a ler na cama, não. A sua aplicação consiste na não exposição a qualquer luz, atenção). De manhã aplicar o factor de protecção 50+, SEMPRE, até em casa, este o ano inteiro. Existe uma reacção médica que diz que a partir dos spf30+ os solares são os mesmos...mas existe de facto protecção spf100+, mas fico-me pelo spf50+, acho que está bem este. O polémico nisto tudo vem agora... a hidroquinona é um quimico perigoso, proíbido em alguns países o que torna tudo isto num dilema terrível, mas os médicos sossegaram-me e eu que sou chatíssima numa sala de consultório faço sempre imensas perguntas e por isso aconselho-te o mesmo, nada melhor que falares abertamente com o mádico e tirares todas as dúvidas.
    A pigmentasa funciona comigo e existem pomadas sem hidroquinona que "exigi" experimentar que não o fizeram, por isso, eu dei um voto de confiança aos meus médicos e sigo o tratamento à risca.
    Desculpa o longo texto. Boa sorte.

    ResponderEliminar
  9. olha e esqueci-me de dizer que uso também na rua para disfarçar o melasma o corrector da mac studio finish da caixinha que tem spf35+ e é muito bom, se puderes experimenta no teu tom de pele.

    ResponderEliminar
  10. Primeiro e é para já: vai comprar protector solar, factor 50+ da avéne e aplica religiosamente todos os dias do ano!!!!
    Simultaneamente: eu vou mais ou menos regularmente ao consultório do Dr. Carlos Resende, nas Antas. Nunca sou atendida pela sumidade mas há lá uma médica alta (não me lembro do nome mas se quiseres, quando chegar a PT, ligo para lá e fico a saber) de que gosto muito. Explica nas calmas e sempre que tive problemas e fiz direitinho o que ela me recomendou, funcionou muito bem.
    Mas o conselho a sério é: independemente de qual for, vai a um médico e vê o que tem para dizer (nota mental: há um, claro que não me lembro do nome), no HPP (ou havia) que é uma nódoa... só me conseguiu assustar!!!

    ResponderEliminar
  11. Obrigada a todas! Já uso protector solar todos os dias do ano há quase uma década:D e raramente me exponho ao sol e quando o faço a cara fica sempre protegida. Agora a conclusão é simples, tenho ir consultar um médico e ver o que ele me diz. Obrigada por todos os conselhos e palavras simpáticas:)

    ResponderEliminar
  12. olá sílvia.

    a minha mãe teve uma excelente experiência com o "blanc expert" da lâncome. foi o único (dum conjunto infindável de cremes, loções e mezinhas) que resultou.


    ResponderEliminar
  13. Não posso especialmente ajudar, somente contar a minha própria experiência. Tenho, na face uma mancha que ficou muito mais presente depois das minhas filhas nascerem, uma especie de rosácea. Quando era mais nova, as amigas achavam que após uns beijinhos na face tinham là deixado a marca do baton. Quando atingi os 40 anos a minha mãe quis oferecer-me um tratamento a lazer. Recordo as palavras duma dermatologista e de facto o melhor é aplicar camomila nas manchas (vão atenuando com o tempo) e proteger a cara com protector solar +50. Esta mancha, bastante visivel na minha cara não me incomoda tanto. Afinal, tenho outros complexos:(

    ResponderEliminar