to blog or not to blog that is (not) the question

24.8.12

24.8.12
blogging
 
Já escrevo o meu blog há mais ou menos sete anos (wow!!). E agora com o Quarto de Mudança tenho acompanhado de perto a experiência de muitas outras pessoas com os seus blogs, sejam eles de cariz pessoal ou profissional, de pessoas com mais ou menos experiência, todos os que tenho conhecido encontram neste software a plataforma ideal para a sua expressão.

Muita 'tinta' tem corrido nas redes sociais sobre os blogs, sobre a vontade das pessoas em manterem os seus blogs, sobre os comentários, sobre se vale ou não a pena um negócio ter um blog. Para mim isso não é sequer uma questão, de tudo o que as pessoas produzem em termos de conteúdo virtual, é aquilo que fica registado num blog, o que mais valor tem. O conteúdo que é partilhado numa rede social, tem um valor instantâneo, dura apenas alguns minutos, depois disso 'morre'. Um site estático, corporativo, de apresentação de uma empresa é um formato ultrapassado. Quem visita um site que não tem nada de novo para nos dar? Era como ligar a televisão e ter sempre a mesma imagem no ecrã, chegava o dia em que nem ao trabalho de carregar num botão nos daríamos.

Os blogs foram e são a nova forma de produzir conteúdos online, não tenho dúvidas disso. Que é uma produção que dá algum trabalho, é um facto, que requer alguma organização de imagens, ideias e palavras, também sabemos que sim, mas é este o conteúdo que fica, que aparece no google e que mais diz sobre a pessoa ou entidade que o escreve. É património virtual no seu mais valioso formato!

E hoje li um artigo que defende e explica muito melhor do que eu, isto que já andava pela minha cabeça há uns anos.

Ora vejam lá:

Why Blogging Is Even More Critical In the Age of Social
- Blogging is stablest form of SEO
- Blogging creates a hub for social
- Blogging builds your email list
- Blogging drives point of view
- Blogging creates other options


(in http://www.ducttapemarketing.com by Jonh Jantsch)

3 comentários

  1. Acho que tens toda a razão, Sílvia. Eu, que estou há pouco tempo entusiasmada com o facebook, uso-o assim, de forma rápida, para pequenas novidades ou curiosidades ou para destacar e partilhar o trabalho de outras pessoas que admiro. O blog é outra conversa — encaro-o mesmo como uma publicação. Tudo o que lá ponho, goste-se ou não, é resultado de imenso trabalho, cuidado e atenção. Não escrevo nada que não reveja, não ponho uma fotografia de que não goste mesmo e preocupo-me com cada detalhe do que lá está. Como se de uma revista, um livro ou qualquer género de publicação se tratasse.
    E isto é exactamente aquilo que sinto que se passa nos blogs de que gosto mesmo.
    Agora vou ali ler os links :)

    ResponderEliminar
  2. Não podia concordar mais!

    Obrigada pelo link, gostei de ler.

    ResponderEliminar
  3. Sílvia minha querida, concordo contigo, mas por um lado um pouco triste. Nada me tira o prazer de olhar para um bom e bem construído site. Adoro blogues e acho que contém muita da informação necessária. São também o novo mundo e uma nova maneira de chegar aos outros, mas tenho pena de muita coisa que entretanto se vai perdendo.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar