[instagram favourites]: Diane Gazeau

19.5.14

19.5.14
Les plus belles fleurs sont celles qui sont cueillies avec le cœur. O blog da Diane Gazeau é um daqueles que está na minha lista de leitura desde sempre. Daqueles intemporais, que resiste a modas e tendências e que é sempre, mas sempre igual a ele próprio. As suas imagens são uma fonte de inspiração infinita para mim. A simplicidade, a luz, as coisas do dia a dia transformadas em momentos especiais, lembram-me sempre de ser um pouco mais feliz, de viver mais o momento, a família e a casa, em todas as suas dimensões e espaços.
E por mais irónico que pareça inspiram-me a desligar o computador, a virar para dentro, para o momento e para as pessoas que estão aqui bem perto de mim.
O instragram da Diane foi uma continuação boa daquilo que ela já vinha fazendo com o seu blog, sendo que a partilha é mais frequente, mas igualmente mágica.
Se não a conhecem, tenho o prazer de vos apresentar, se já conhecem tenho a certeza que vão gostar de ler as suas respostas!
Obrigada Diane! 'Bem-hajas'!

Nome: Diane Gazeau
3 palavras sobre ti: enxacoco, aventureira, sensível
Ocupação: mãe e esposa a tempo inteiro
Presenças web: 
Um site http://www.mamanxuxudidi.com/
Um blog http://xuxudidi.wordpress.com/
Dois Flickr https://www.flickr.com/photos/xuxudidi/ e https://www.flickr.com/photos/dianegazeau/
Facebook https://www.facebook.com/pages/Maman-XuXudidi/115108008518601
Instagram http://instagram.com/dianegazeau


1 - Para quem como eu, lê com regularidade o teu blog, é impossível não reparar nas fotos e na sua qualidade. Fotografia para ti é apenas um hobby, ou tens alguma formação nesta área?
Há uns 17 anos tirei o curso básico da fotografia no Ar.Co. Essa formação prendia-se com o analógico. A câmara escura era o meu mundo e sonhava um dia ser foto-repórter. A vida dá muitas voltas, tal como as novas tecnologias.
A câmara escura ainda está montada e penso que em breve vou lá regressar. A fotografia de qualquer forma é um hobby. Pelos menos por enquanto!


2 - Uma das magias das tuas fotos são os objectos e os detalhes que captas com o teu olhar. De repente parece que estamos noutro mundo, num mundo rural, mais simples, com objectos muito especiais, espaço e luz. Uma família sempre presente. Viagens pelo mundo. A tua vida é sempre assim tão bonita, ou fazes um esforço por publicar sempre imagens simples e mágicas?
O olhar que tenho através dum analógico nada tem a ver com o do digital. O digital surge com o nascimento das minhas filhas. Depois veio o blog. Partilho com o mundo exterior o que me rodeia.
Em primeiro lugar está a minha família porque há 16 anos deixei tudo para me dedicar a ela. A viagem é fundamental para todos nós, principalmente para as minhas filhas. Porque é na viagem que está o conhecimento, entre outros.
A minha vida é sem dúvida, despojada de artifícios, uma vida articulada num pequeno meio rural, cheia de luz (tem piada porque a procuro todos os dias!). A casa é o meu mundo, mundo esse que prezo muito.
As minhas fotografias são espontâneas. Não há nada mais belo que a simplicidade. Uma couve apanhada na horta da vizinha merece toda a sua atenção, sobretudo antes de ser cozinhada, porque há o gesto, o carinho. O sorriso das pessoas e a humildade mexem comigo. A minha felicidade baseia-se em soma em coisas mais elementares, mais simples que tento traduzir através da imagem.

As papoilas
3 - Outra das características que é evidente é a tua família. Tens umas filhas lindas e fazes fotos delas que são memoráveis. Elas gostam de ser fotografadas? Interessam-se pela fotografia?
A máquina fotográfica está sempre comigo. Sempre foram fotografadas naturalmente. Mas já aconteceu não quererem imagens publicadas delas e respeito isso.
Duas delas interessam-se pela fotografia. A mais nova abraça as novas tecnologias com uma perna atrás das costas, curiosamente a mais velha tem uma tendência para o analógico. Pondero seriamente inscrevê-la num curso de verão para o ano que vem.

Julieta esta manhã Ao vento

4 - Quem 'folheia' o teu instagram ou o flickr quase nunca vê a tua cara.
Quem é a Diane por trás da lente? Não gostas de mudar de lado?

A melhor maneira de olhar para nós é através de outros olhos. Como dizes, as raras vezes onde apareço não sou o autor. Não acho piada ao “selfie” feito pelo prisma dum telemóvel!

Untitled
5 - No teu blog como em tantos outros percebemos a entrada do instagram como meio de fotografar. No teu caso, foi mais uma boa surpresa, porque as fotografias têm uma qualidade incrível e acho que tiras ainda mais fotos. Usas apenas o telemóvel ou também a câmara?
Uso o Instagram como se fosse um Polaroid. Um ‘clic’ do meu telemóvel e já está. Mas no blog, apesar de reconhecer que o telemóvel facilita em muito, ainda uso a máquina.


6 - O que pensas destas fotografias instantâneas?
São muito práticas, é menos pesado mas ganho uma terrível tendência para deixar a máquina fotográfica em casa, porque a objectiva do telemóvel é satisfatória para o que se pretende, e os filtros mais que muitos!


7 - Alguma aplicação que recomendes para tratar as fotos, ou usas apenas os filtros standard do instagram? Qual o teu favorito?
Até a Páscoa usava exclusivamente o filtro “Brannan” do Instagram.
Curiosamente, a luz de Marrocos e o meu estado de espírito fizeram-me optar por um filtro duma outra aplicação chamada VSCOcam.

O que fica no deserto, fica no deserto.
8 - E o blog, qual o lugar que ocupa nos teus dias? Achas que com todas estas novas redes sociais o blog começa a deixar de fazer sentido, ou há um lugar para cada um deles?
Já não dou tanto a devida atenção ao meu blog porque passo cada vez menos tempo em frente ao computador! Da mesma forma não estou tão presente no Facebook ou no Flickr, apesar de, de vez em quando, mandar para o Facebook uma foto do Instagram para partilhar com os meus amigos. É uma maneira de me ligar ao mundo porque os meus amigos estão muito longe fisicamente!
Tenho consciência que o meu blog tem de dar uma grande volta a nível gráfico.
Tenho de inserir uma nova página para um novo projecto, mas não penso que o blog deixe de fazer sentido. Sei que há muitas pessoas que ao chegarem de manhã ao escritório lêem-me ou espreitam as fotos. Sinto que sou uma espécie de lufada de ar fresco no meio urbano, para dar o exemplo. Reconheço que se não visito outros blogs dificilmente tenho um retorno.
A rede social que mais visito é o Instagram porque está mais à mão, mas, às vezes, passo horas e até dias sem espreitar. As restantes, somente quando há um computador ligado!

upload
9 - Segues muita gente no instagram? O que te faz tornar seguidora? Alguém que nos queiras mostrar?
Não sigo muitas pessoas porque não tenho tempo de espreitar quem é quem apesar de ser seguida por muitas pessoas. Confesso que se tivesse um autocarro, um metro ou um comboio para apanhar diariamente talvez tivesse mais tempo para dar uma olhadela. Sigo familiares, amigos, sigo pessoas que têm uma sensibilidade que me transporta para outros mundos. O que aprecio no Instagram são pessoas que usam o telemóvel como ferramenta.
Apesar de ter regressado do Magrebe, a minha mente ainda paira por aquelas bandas. Faz sentido, neste momento, partilhar um projecto que para mim é muito, muito bom:
http://instagram.com/everydayafrica

Descascar favas

3 comentários

  1. Gostei de conhecer um pouco mais a Diane, o seu blog já conhecia! As fotos são fantásticas, sem dúvida, assim como o seus trabalhos.

    ResponderEliminar
  2. A Diane é uma pessoa linda e isso reflete-se no que faz.

    ResponderEliminar
  3. Sigo o blog da Diane há muitos anos! Gostei da entrevista! bjs

    ResponderEliminar