trabalho é a arte de fazer acontecer

22.2.16

22.2.16



Gostava muito que esta frase fosse da minha autoria pois expressa melhor do que outra qualquer o que me vai no pensamento. Mas na verdade esta frase é da Xiomara Marques que a trocou comigo numa mensagem de FB sobre trabalho.
Desde o início do ano que mudei radicalmente de trabalho, saltei para fora do computador e da secretária e iniciei um novo desafio na gestão de uma pequena empresa familiar.
Apesar de ter formação e experiência em gestão, investi muito tempo no negócio web e agora é como começar tudo do zero. É todo um novo mundo de coisas para aprender, produtos, negócio, sistemas de informação, pessoas, imagem, marketing, comunicação, etc. Tudo numa nova dimensão, bem real, de pedra, tijolo, carne e osso.
Há muito que sabia que queria mudar, o negócio dos blogs sempre foi algo transitório para mim, algo que começou por uma coisa que eu gosto e se transformou em negócio. Não quero com isto dizer que o Muda de Página vai desaparecer, não (gosto demasiado dele), vou ajustá-lo às minhas possibilidades, mas acima de tudo ao que eu mais gosto de fazer. Passar novamente de um trabalho para um projecto paralelo de coisas que me dão gozo, ao ritmo que me são naturais, e não ao ritmo de gerar dinheiro. Neste momento está em pausa, porque preciso aqui de um tempo de ajuste à nova realidade.

Estas coisas do trabalho têm sido surpreendentes para mim, a forma como tudo muda, como nós somos capazes de nos ajustar e adaptar às novas necessidades e realidades e como aquilo que nos faz felizes hoje, não é de todo aquilo que já nos satisfez antes.
Nunca pensei estar aqui hoje, nunca pensei fazer o que fiz antes, nunca sequer idealizei nenhum dos trabalhos por onde fui passando. Também não fui a estudante que sonhava em ser médica ou arquitecta, e achei que fosse fazer o mesmo a vida toda. Pois não foi isso que aconteceu de todo.
Muitas vezes toda esta inconstância me causa muita ansiedade, a sensação de que se está sempre à procura de alguma coisa é cansativa. Por outro lado, acho que o trabalho hoje em dia é isso mesmo, mutável, e quem se adapta sobrevive melhor do que quem se instala.

Cada vez que olho para estas 3 questões que uma vez me colocaram
"What are you good at?”
“What will people pay you to do?”
“What were you born to do?”

sinto que estou mais perto de lhes dar resposta a todas elas. Apenas as respostas não se dão com uma profissão ou um título como muitas pessoas se iludem, mas sim com aquilo que és capaz de fazer acontecer.

1 comentário

  1. Desejo-te muita alegria no novo projecto que abraças!beijinhos

    ResponderEliminar