repeat

10.5.10

10.5.10
os dias que me diziam que iam ser longos, tornam-se pequenos para tantas ideias de liberdade!
a calma instala-se a cada dia na minha alma e a visão, de turva vai ficando cada vez mais limpa. são duas da manhã e trabalho.
e penso como deveriam ser as nossas vidas, as de mulheres, de mães, de trabalhadoras, jovens e companheiras. de tudo aquilo que fazemos todos os dias em modo automático, o que é realmente importante? quem é que nos fez pensar que tínhamos de fazer tudo? de ser tudo?
hoje exigem-nos uma carreira de 'sucesso', tempo e primor na educação dos filhos, vida social, beleza, cultura, e sabe-se lá mais o quê! mas quem? quem é que exige? de onde vêm todas estas ideias?
de nós. esta é a grande conclusão da noite! enquanto os benfiquistas gritam vitória na rua eu chego a conclusões parvas e brilhantes.

respiro fundo...

e ouço esta música em repeat:

5 comentários

  1. Conclusões brilhantes que muitas de nós nem de longe vislumbram.
    É tão bom saber que nem todas "vão com a corrente" e nem por isso se sentem deslocadas.
    Beijinho bom.

    ResponderEliminar
  2. bem-vinda ao outro lado. nem sempre fácil, mas infinitamente melhor :-)
    (e não conhecia esta versão, que linda!)

    ResponderEliminar
  3. sim, quem diabo nos meteu na cabeça que temos de ser fantásticas e ser tudo ao mesmo tempo? parabéns pela coragem de seres o que queres!
    um abraço :-)

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. venho cà muitas vezes ... mas nem sempre deixo comentário ... desta vez vou deixar porque estas palavras fazem éco em mim {o meu português está com falta de prática e espero não inventar expressões} ... gosto do que aqui deixas e escreves ... um beijo de França de uma mãe-estudante-esposa-amiga-mulher * Elodie

    ResponderEliminar