from his hands

20.7.10

20.7.10
grandfatherwhere the streets have namesgrandfather


há muitos, muitos anos atrás o meu avô transformava moinhos abandonados em casas lindas...pelas suas mãos e cabeça. diz quem sabe que foi autodidacta e que conseguia fazer qualquer cálculo de projecto mais rápido do que uma máquina!
porquê? porque é que nos fica esta ideia de que os nossos antepassados conseguiram fazer coisas extraordinárias? que ultrapassaram barreiras e ditaduras, foram pelo mundo da forma  mais destemida e que tiveram vidas memoráveis? porque é que as nossas vidas agora parecem sempre tão pequenas e insignificantes quando comparadas com estas histórias de filme? será que algum dia alguém vai contar histórias destemidas de mim?
agora vou dormir a pensar nos meus fracos feitos até à idade dos 32...nenhum tão memorável como a minha avó que atravessou o oceano num barco durante semanas sozinha cheia de filhos (e ainda nem a minha idade tinha), nem como o meu pai e a minha mãe que se levantaram contra o regime e conspiraram para lutar pela sua liberdade!
afinal, quem somos nós? vou pensar nisso...entretanto mais um repeat repetido:

2 comentários

  1. Adoro essa música e a Regina Spektor e não sabia que ela tinha um cover da mesma... Também me coloco essas mesmas questões tantas vezes... (Há muito tempo que não vinha ao teu blog. Muitas coisas a fazer, outras distracções, eu sei lá. Continuo a gostar. :D).

    ResponderEliminar
  2. Estou-me a perder aqui na tua etiqueta "Carvoeiro"... que bom!

    ResponderEliminar