run for your life

26.11.12

26.11.12
De um momento para o outro, para todo o lado que olhava via gente a correr.
Vivo perto do mar e de um passeio gigante próprio para bicicletas e pessoas. Já havia muita gente a correr por aqui, principalmente no tempo mais quente, mas agora o nº de pessoas disparou.
Acho que a crise fez com que as pessoas saíssem dos ginásios e usassem aquilo que tinham à disposição para praticar desporto, a rua.
Mas de repente já não eram só as outras pessoas a correr, pois não, eram muitos dos meus amigos e o homem cá de casa também.

Ora, eu não sou uma rapariga de corridas, não sou não. Aliás acho que não pratico esse tipo de desporto há quase 2 décadas. Sou mais do tipo de dançar, fazer yoga e outras coisas com música a acompanhar e sem muitas pingas de suor. E ultimamente nem uma coisa nem outra, nada. Duas gravidezes depois, o meu corpo encontra-se mais ou menos no mesmo sítio, mas a minha massa muscular pura e simplesmente desapareceu. Já não era muita:)
Mas todos os dias ele me chateava para correr. E eu dizia: 'eu não consigo'! E é verdade, achava que ia desmaiar ao virar a esquina. Acima de tudo, a ideia de correr era 'uma montanha' para mim, achava-me totalmente incapaz, e já me chega as 'montanhas' todos os dias aqui no computador, mais uma era tudo o que eu não precisava.

Hoje, entre tomar algumas decisões 'computer related' e estar aqui a clicar o rato de um lado para outro, com zero ideias a passar para o ecrã, senti mais do que nunca que precisava de apanhar ar e cedi.

E...não desisti, não desmaiei, não voltei para trás, não parei...corri.

E por incrível que pareça correr fez-me bem, acalmei as ideias, os programas instalaram-se enquanto eu saí, e agora está tudo no sítio para trabalhar. Se calhar precisava mesmo de me mexer, de sair daqui, de pensar em nada.

Vou continuar!


7 comentários

  1. também gostava de fazer o mesmo, largar tudo e correr um pouco, faz-nos bem :)

    ResponderEliminar
  2. Sílvia, acho que fizeste muito bem.
    Eu também devia fazer o mesmo, mas sou uma preguiçosa para fazer exercício.
    Acabo por fazer alguns pesos em casa, ou tentar o yoga também.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Correr é do mais zen que há (e eu já fiz Yoga, a sério, durante dois anos), o problema é mesmo começar.

    ResponderEliminar
  4. Tenho andado a pensar no mesmo, desde que li um artigo no jornal sobre a quantidade de gente que aderiu à corrida. Parabéns por teres começado! Vou tentar ser a próxima :)

    ResponderEliminar
  5. à minha volta todos também começaram a correr. correr está na moda! motivada por isso, ontem também comecei a fazer exercício físico. não sei se vou começar a correr (o maior entrave é mesmo começar) mas preciso de me mexer.

    o captcha do google é tão difícil de decifrar, já vou na terceira tentativa. será que não sou humana? ;)

    ResponderEliminar
  6. é sem dúvida terapêutico! Eu deixei de o fazer (nem sei porque) e devia mesmo de voltar a sair para correr. Cansar o corpo e suar descansa-nos a mente :)

    ResponderEliminar
  7. Eu rendi-me à bicicleta. Não gosto de correr ;)

    ResponderEliminar