uma agenda verdadeiramente pessoal

13.11.15

13.11.15

Apesar de todos os gadgets e computadores que temos à nossa volta, continuo sempre a recorrer ao papel para me organizar. Para pensar o trabalho e planear a vida preciso de escrever. E no fim, gosto daquela sensação de olhar para o que lá está e ver o que já consegui, as ideias que tive, os projectos que criei, os sítios onde fui.
Por vezes chego ao ridículo de, no final do dia, escrever actividades que não estavam previstas apenas para ter o prazer de as assinalar como feitas (cada tolo com a sua mania). E a verdade é que esta mania me ajuda muitas vezes a reduzir a ansiedade do dia que passou rápido demais e parece que não fiz nada.

Ao longo dos anos, mais ou menos por esta altura começa a minha busca dos cadernos e das agendas perfeitas. Sou uma fã assumida dos moleskines, pelo tipo de papel e capas que sempre me agradaram, mas, apesar dos vários formatos de agenda, nenhuma delas nunca se adaptou às minhas necessidades fazendo com que acumulasse por ano mais do que uma agenda e as coisas acabavam sempre por descarrilar.

Pois neste último semestre do ano tenho estado a experimentar o 'bullet journal' que, posso vos dizer, é perfeito para uma pessoa como eu.
No fundo somos nós que fazemos a nossa própria agenda, com os recursos que precisamos, o processo apenas nos dá uma orientação para que nada falhe e tudo tem uma forma de ser encaixado.
E não é que resulta mesmo?
Eu já fiquei fã, ora vejam lá http://bulletjournal.com/.


8 comentários

  1. Já conhecia o Bullet Journal e é uma optima forma de organização, em conjunto com os cadernos que a staples tem em que se pode personalzar em folhas e tamanhos e acessórios. Mas tambem conheço uma página que vende cadernos feitos à mão com papel de embrulhar pão de ló e com ilustrações lindissimas e faz agendas com o desenho escolhido. Chama se HalmaDesigns (https://www.facebook.com/HALMA-444541905720100/?fref=ts)

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pela partilha, vou experimentar! Normalmente deixo as agendas a meio, mas esta não é bem uma agenda, nem um caderno, nem uma lista... Parece que tem tudo para resultar.

    ResponderEliminar
  3. Ora cá está uma boa ideia! Se calhar já não vou comprar a moleskine do costume... Obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom para a tua nova fase:) a única coisa que lhe acrescento é uma zona de calendário em quadrados para marcar as datas dos projectos e coisas fixas.

      Eliminar
  4. Já tinha ouvido falar e já tinha começado a fazer uma espécie que funciona comigo... Mais ou menos! Ando em adaptações... Se quisere dar um exemplo de como fazes, ora pois serão bem-vindas!
    Beijinhos da costa alentejana, Xana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olha, a principal alteração que faço é um calendário de quadrados no início do mês, por dias, para planear as datas dos projectos ao longo do mês.
      Depois em vez dos pontos uso quadrados pequenos que pinto quando a tarefa está completa.
      O mais importante para mim é ter a regra de olhar para o planeamento ao final do dia planear o próximo. Quando não faço isso todos os dias começo a perder o controlo.

      Eliminar
    2. Pois eu também me oriento melhor c um calendário de quadrados a dar-me uma ideia geral do mês! Qt aos quadrados pintados é uma boa! Sim, também concordo q planear o dia na noite anterior é i melhor! Eu achava q fazer isso de cabeça chegava... Achava mal!!!
      Obrigada pelo post! Veio mesmo mesmo a calhar!
      Beijinhoa

      Eliminar
  5. tb uso o bullet journal! mas eu tenho apenas uma lista mensal e continuo a usar agenda onde escrevo os bullets de cada dia. ah e risco as tarefas feitas porque n ha' sensação melhor!

    ResponderEliminar