o bolhão

26.1.08

26.1.08
(imagem original do blog http://manifestobolhao.blogspot.com/ )
já me tinha apercebido que este tempo de clausura em casa a chocar o ovo me estava a fazer ficar um pouco "por fora" do mundo. aqui se prova que ter televisão e ver o telejornal nada nos trás sobre conhecimento da actualidade ou sequer noção do que se passa à nossa volta! faltam-me as ruas, os cartazes, o jornal na hora de almoço, as pessoas, os folhetos, as montras, etc...
isto para dizer que fiquei muito surpreendida com a notícia sobre o bolhão e o seu novo projecto de reabilitação que li num blog. a partir deste cheguei a outro sobre o manifesto propriamente dito, e se tenho alguma opinião, que tenho, o meu texto não a poderia descrever melhor do que este post que diz basicamente tudo o que me vai na alma.
só ainda não percebo porque é que em portugal continuamos a difundir estas ideias peregrinas de shoppings como cogumelos...e a comparação com outras cidades europeias nem pode ser desculpa, porque da experiência que tenho, nada se compara a portugal! em londres, onde está frio e chove constantemente não há tantos shoppings como no porto ou lisboa, e noutras grandes cidades europeias também não. qualquer livro de turismo faz sempre referência aos grandes mercados antigos e cheios de histórias e sabores pela europa. são sítio de visita obrigatória onde se sente o pulsar das cidades e o lado mais real das pessoas que as habitam!
mas o que é isto, anda tudo louco?????
mandei a minha opinião para o site da CMP (www.cm-porto.pt)

1 comentário

  1. Eu adoro o Bolhão. Ía lá muitas vezes quando vivia no porto. Foi o sítio que escolhi para fazer uma produção fotográfica para uma colecção que fiz enquanto estava a tirar o curso.
    Para além deste ícone do porto também existe a parte da ribeira, que é inclusivé Património Mundial (classificação da UNESCO) e que surpreende muita gente de fora que visita a cidade. Surpreende pela negativa, por ter fachadas a precisar de recuperação. Há que dar valor ao que temos, infelizmente nao é o que tem sido feito no porto.

    ResponderEliminar