yellow and vintage

30.5.12

30.5.12
yellow and vintage

E eis que quase 2 meses depois chega o carteiro com o resultado das minhas investidas no mercado vintage online. Repito, quase 2 meses depois!!!! É preciso ter estômago e paciência.
A isto é o que se chama 'slow shopping'. Mas um casaco de pele, anos 60 e amarelo vale bem a espera!

Muitas vezes me perguntam como é que eu consigo comprar coisas em segunda mão e pela internet. Ora, não sou nenhuma especialista, mas posso deixar-vos aqui algumas das minhas dicas.

- Eu costumo comprar sempre nos mesmos sítios, etsy ou e-bay. Principalmente no etsy pois é onde aparecem coisas mais interessantes e mais seleccionadas. Para além disso, os vendedores parecem-me de mais confiança;
- Pago sempre com paypal;
- Posso comprar em sites especializados, mas geralmente os preços não são convidativos;
- Nunca compro por impulso. Vejo e revejo muitas vezes a foto e geralmente faço perguntas ao vendedor;
- Para comprar peças em segunda mão é preciso não ter qualquer problema em vestir algo que já foi usado por outros. Por isso, para quem fica impressionado pela história da peça ou a pensar quem a usou e isso incomoda, mais vale desistir. O vintage não é para essas pessoas;
- Nunca compro sapatos, t-shirts e calças.
- Compro casacos, vestidos e acessórios. Sempre coisas cujos modelos eu sei de certeza que me ficam bem;
- Comparo as medidas da peça com outras roupas que me assentam bem para não falhar no tamanho;
- Atenção que as peças vintage geralmente não podem ser devolvidas;
- Só compro peças dos anos 60 e 70;

Este tipo de compras só faz sentido para quem valoriza o facto de a peça ser antiga, quem diferencia um corte específico ou gosta de peles já usadas. Para as pessoas que apenas procuram uma peça gira, e que tanto faz ser da Zara ou ser dos anos 60, então acho que não compensa. Se bem que a Zara não vende casacos de pele amarelos, pois não? É este tipo de exclusividade que se procura no vintage. São peças únicas, irrepetíveis e com um estilo muito próprio que por mais imitado que seja, nunca vai voltar a ser o mesmo.
Para mim, conjugar roupas actuais com uma qualquer peça vintage é o toque essencial para a exclusividade, seja numa jóia, numa carteira ou num casaco. Não pretendo andar por aí vestida à anos 60, a imitar uma qualquer 'MOD girl', não é esse o meu objectivo. Visto-me com roupas actuais, perfeitamente normais, mas quando lhes acrescento um destes casacos, ou o meu anel preferido, ou vou para a praia com uns calções às flores anos sessenta, tudo muda. É outro campeonato, só sabe quem aprecia porque também lá joga:D

Na decoração o princípio é o mesmo, na minha casa tenho um móvel do IKEA amarelo ao lado de um sofá holandês dos anos 60 resgatado ao lixo com uma mesa de apoio do emmaus de 5 euros. Para mim é a combinação perfeita. Se bem que, para recuperar o sofá do lixo, forrando de novo e arranjando as molas, gastei mais dinheiro do que num novo. Mas ainda assim prefiro.
Como prefiro ter dado 70 euros por este casaco em vez de um par de sapatos novos ou várias t-shirts de uma cadeia qualquer. São opções. São modos de estar.

Bem, peço desculpa pela foto pobrezinha lá de cima, o casaco merecia melhor, mas o estado das coisas por aqui é este mesmo, à pressão e sempre a andar, para além de todas as outras fotos terem ficado ainda piores. Temos momentos, não é?

Happy vintage shopping!


4 comentários

  1. :D
    adenda: não jogo nesse campeonato (nem sei bem em qual jogo) mas sei e sou capaz de apreciar!! Sobretudo de perceber a tua escolha :)

    ResponderEliminar
  2. Olá Silvia!

    Sabes dizer-me onde são as lojas da Emmaus? vou mudar de casa e queria comprar umas coisitas vintage :D se conheceres outras, diz-me, por favor.
    beijinhos!

    o teu casaco é lindo!

    ResponderEliminar
  3. Então só agora é que chegou o desejado?! Mas olha que valeu bem a pena; tem montes de pinta e assenta-te como uma luva. BJ

    ResponderEliminar
  4. oh pá... lindo!! =)))
    e assenta-te mesmo bem ;)

    ResponderEliminar