o que nos liga

9.11.13

9.11.13
Apesar de a vida me ter mostrado ultimamente que mando grandes argoladas no mundo das relações interpessoais e que de pessoas, parece que percebo pouco, ou só consigo perceber as pessoas com as quais tenho muitos anos de treino, continuo a sentir grande entusiasmo perante os outros e aquilo que eles me mostram, escrevem ou dizem.

Sou facilmente contagiada por um conjunto de palavras e uma banda sonora. No melhor dos sentidos. Das coisas que não percebo vou tentando guardar tudo menos o rancor, na expectativa de aprendizagens para o futuro.

E fico feliz por assim ser, porque do resto, daquilo que não percebo ficam apenas espaços em branco na minha cabeça que acabo por nunca preencher, mas o entusiasmo, esse nunca o perco.
 

3 comentários

  1. Concordo inteiramente com as tuas palavras: rancor zero / aprendizagem imensa. No meu caso,esses tais espaços em branco acabam por ser substituídos (ás vezes demora,é certo) por coisas/pessoas/situações que merecem ocupar esse lugar cá dentro.

    ResponderEliminar
  2. Também me contagio por um texto bem escrito ou uma boa música. com muito sentimento.
    Beijos
    Blog Antonella e sua Boneca

    ResponderEliminar
  3. Já cheguei a sentir rancor, já cheguei a ficar muito chateada, já cheguei a ficar muito triste. Tudo fases normais da aprendizagem e das patadas dos outros. Mas depois tudo culmina na paz e no saber por para trás as coisas más da vida.

    ResponderEliminar