Fim da crise de identidade

29.10.15

29.10.15

Escrevo neste blog há 9 anos. Quando começou chamava-se raparigas como nós porque na altura me pareceu um nome bastante generalista para os assuntos não específicos que eu queria abordar.
A determinada altura, quando esta coisa dos blogs me começou a proporcionar trabalho, achei que este nome era muito infantil, demasiado feminino, entre outras crises, e quis criar uma página com o meu nome que englobasse tudo o que fazia na web. Essa página iria ser este blog e por isso a mudança para silviasilva.com.
Mas a verdade é que essa ideia nunca se materializou, o Muda de Página ganhou identidade própria e um espaço bem distinto, e este blog...bem, este blog manteve-se sempre um blog pessoal, sem grandes amarras ou definições, pois sempre foi assim que gostei de o ter. Talvez por isso o domínio tenha mudado, mas o nome raparigas como nós se tenha mantido aqui do lado e no facebook e nos mails que usava, enfim, nunca o consegui deixar ir realmente. E ainda hoje, quando alguém me reconhece pelo meu blog se refere a ele sempre como o raparigas como nós.

Ora, hoje é dia de arrumar verdadeiramente a casa, e por isso ali em cima no browser vocês podem ler novamente www.raparigascomonos.com. O domínio silviasilva.com vai estar durante um tempo a apontar para aqui, mas mais tarde vai servir outros propósitos muito valiosos e por isso peço-vos que se têm o meu blog em alguma das vossas listas, por favor actualizem o nome.

Quem são afinal as raparigas como nós?
São pessoas que gostam de se encontrar para conversas sem fim sobre a vida e as ideias cheias de conteúdo ou ocas de futilidades, coisas que gostam ou detestam, mundos reais ou fictícios, o que calha e o tempo dita.
Sim, porque quando te encontras com amigos para estar, não classificas conversas, público alvo, sexo ou regularidade dos temas, pois não?
Pronto, aqui é igual.
Simples.

(fotografia de Sónia Sapinho)

3 comentários

  1. boa!!!! eu gosto muito do nome raparigas como nós... afinal, revejo-me bastante em muito do que escreves e mostras por aqui, por isso sinto-te uma rapariga como eu!
    quanto a crises de identidade e afins... também tenho! deve ser da era em que nascemos! :P
    beijnhos da costa alentejana, Xana

    ResponderEliminar
  2. Ótimo post, Sílvia! E impecável definição de conceito (se é que é assim que lhe pode chamar). Obrigada. :)

    ResponderEliminar