a rede | the net

12.12.09

12.12.09

rede, originally uploaded by silvia - raparigascomonos.

-
please scroll down for english -

se por vezes acho que passo demasiado tempo à frente do computador e nomeadamente na internet (cada vez mais), outras vezes acho que é aqui que encontro muitas das respostas às minhas questões e dúvidas existenciais:) sim, porque alguém algures no mundo com certeza já se perguntou ou pensou algo semelhante ao que eu me pergunto...básico, não é?

num dos blogs (swiss miss) que visito diariamente, no outro dia li isto:

"Career advice from Charlie Hoehn:

Therein lies the best career advice I could possibly dispense: just DO things. Chase after the things that interest you and make you happy. Stop acting like you have a set path, because you don’t. No one does. You shouldn’t be trying to check off the boxes of life; they aren’t real and they were created by other people, not you. There is no explicit path I’m following, and I’m not walking in anyone else’s footsteps. I’m making it up as I go.

(via kottke)"


lá está uma vez mais, a frase do filme "into the wild":
a carreira é uma invenção do século XXI

conclusão: gostava que o mundo parasse de me perguntar o que é que eu quero ser. ser, eu já sou...uma pessoa. fazer, faço o que me apetecer...mas faço...não se preocupem.

---


If sometimes I feeel I spend too much time in front of my pc and mainly the internet, other times I think that it’s here I find many of the answers to my questions and existential doubts. somewhere else in the world someone must already had the same questions as me… kind of simple, ah?

in one of the blogs (swiss miss) I visit daily, I read this the other day:


3 comentários

  1. Uau, Silvia! Obrigada por este post. Era mesmo isto que eu precisava de ler!

    A sociedade como que abafa aqueles que, seja porque motivo for, não seguem um rumo dito "normal". Hoje em dia as pessoas definem-se pela profissão que têm e não pelo que pensam ou defendem. Somos julgados pela aparência do que somos e não pela nossa verdadeira essência. Com tudo isto, é muito bom encontrar alguém que segue o seu rumo individual. Eu luto pelo mesmo!

    ResponderEliminar
  2. Acho que a frase "a carreira é uma invenção do século XXI" pode ser válida mais para uns do que para outros.
    O que nos realiza interiormente é relativo e varia de indivíduo para indivíduo. Conheço pessoas que se completam por aquilo que fazem profissionalmente e que o tomam como parte da sua vida. Não é o meu caso, mas percebo perfeitamente.
    Acima de tudo acho que o importante é fazermos aquilo que nos faz feliz. E o que me faz feliz a mim é diferente do que faz feliz os outros.
    (Curiosamente devo ser a única pessoa neste mundo que não gostou do Into the Wild)

    ResponderEliminar
  3. Olá Silvia,

    Subscrevo completamente. Adorei esse 'career advice', é mesmo isso que tenho feito, parar de pensar no futuro e concentrar-me no dia de hoje. Nem sempre é facil fazer isto, mas é libertador.

    Isto das perguntas e pressões da 'carreira' é mais grave ainda quando não se tem um emprego comum, das 9 às 5, na empresa xpto.

    Essa imagem da fez-me lembrar a minha :)

    http://www.twodotwo.com/fotografia_series/fotografia_serie_bythesea.htm

    ResponderEliminar