lugar comum

22.1.10

22.1.10
hotel mirassolpraia de miramar

eu, como milhares de outras pessoas, tenho aqueles pensamentos ridículos de "se eu ganhasse o euromilhões". enfim, se eu ganhasse o euromilhões provavelmente não faria nenhuma das coisas que imagino, e até teria destinos bem mais interessantes para dar ao dinheiro. mas para já, como isso não passa de uma visão superficial sobre uma realidade inexistente, dou por mim com estes "sonhos" perante cenários de burguesia decadente que rodeiam a zona onde habito.
a cada casa abandonada, tecto desabado, vandalismo generalizado, penso "se eu ganhasse o euromilhões, comprava isto e aquilo e fazia e acontecia".
o hotel mirassol, mesmo em frente ao mar na praia de miramar, é um edifício que me intriga. abandonado desde os anos 80, está em tal estado de decadência que julgo muito difícil de recuperar. soube entretanto que a salvador caetano tinha comprado o edifício e o terreno, mas que já tinha desistido de qualquer tipo de intervenção. não percebo, aos meus olhos, não haverá pela costa desta região terreno e hotel mais apetecível do que este para um investimento turístico, mas que sei eu?
o que eu sei, é que se este hotel fosse meu, pintava-o de branco, com janelas e portadas azul traineira, sem qualquer tipo de vedação ou separação da rua e do mar. plantava-lhe um jardim destes e instalava um mercado destes. com café/restaurante e horta particular, serviam-se pequenos almoços com cheiro a maresia e lanches com vento de nortada. na esplanada em frente ao hotel, umas cadeiras vermelhas como estas e um pequeno palco fariam as delícias de todos os que por lá parassem a ouvir concertos de pôr-do-sol e pianos matutinos. e eu, com um emprego daqueles que não vêm no jornal, trabalharia e viveria ao mesmo tempo sem distinguir a manhã da tarde, e a semana do fim de semana...
é que hoje estou muito cansada! cansada de esperar, por amanhã....

amanhã

3 comentários

  1. Adorei o teu texto, lindo. Penso o mesmo que tu. Aqui nesta zona há imensas casas lindas que dão vontade de recuperar, é bem verdade :) Espero que te saia o euromilhões, para eu ir tomar esse pequeno almoço ao som do mar e do piano

    ResponderEliminar
  2. que belo projecto! tb n entendo como n há quem pegue em coisas tão especiais!

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito do texto e do blogue! Acho que tens toda a razão, não se percebe porque é que as pessoas compram as coisas e depois não trabalham nelas. Conheço montes de sítios assim!
    Espero que um dia consigas ter essa vida maravilhosa sem destinguir a manhã da tarde! Deve ser optima!

    Desculpa-me a invasão aqui ao cantinho mas achei mesmo tudo muito interssante x]

    Beijinhos*

    ResponderEliminar