o que diz a tua casa?

11.9.13

11.9.13
HomeHomeHomeHomeIn love with a sofa!
Ontem recebi no correio o famoso catálogo do IKEA. Apesar de já o ter visto online, a versão papel é sempre muito mais interessante. Gosto de ver e admirar todas as suas soluções e novidades e gosto de saber que aquelas imagens são para todos, que não são imagens ou conceitos só para ver, podem ser realmente usados e implementados, dando espaço à imaginação e criatividade de cada um. Para mim esse é o sucesso do IKEA.

Para mim a casa é, muito mais do que a roupa ou qualquer outro bem material, aquilo que mais mostra de nós. O quê e como nos sentimos bem, diz muito sobre quem somos. Eu gosto de ver casas arrumadas e com pouca coisa, gosto, mas nunca o consigo ter, essa não sou eu. A minha casa tem cores e texturas e fotografias e quadros e discos e livros por todo o lado. É um bocado caótica e confusa como eu própria sou. Não sou a rainha da organização, mas consigo fazer algo em tempo recorde sob pressão e com ideias que nascem na minha cabeça à velocidade que as ervas daninhas crescem no jardim!

Nós somos o que somos e vivemos no espaço que criamos. Não vale muito a pena grandes esforços, porque o que lá está é o reflexo da nossa vida. É deixar estar e deixar crescer connosco e com a nossa família, devagar, bonito ou feio, não interessa, desde que seja nosso, o nosso espaço, a nossa cara.

E pronto, toda esta filosofia para rematar que aquele sofá verde do IKEA é a minha cara! Tem tudo a ver com o caos de cor e objectos que é a minha casa. Eu podia ter desenhado aquele sofá. O número 999 ficará presente na minha cabeça durante todo o Inverno. Provavelmente nunca consumarei o desejo, porque tenho outras prioridades onde gastar as 999 moedas de um euro, mas fica o desejo e a ideia, o toque do veludo e o verde, uma das minhas cores de eleição, que ia matar aqui na minha sala ao lado de amarelo e rosa e tantas outras cores, seria o caos, o louco e belo caos em que o meu cérebro gosta de viver!

Bom dia pessoas!

4 comentários

  1. que inveja do teu jardim. bastava-me um terraço. ou uma varanda grande.
    é só o que falta da minha casa, que adoro de paixão. :)

    ResponderEliminar
  2. Estou contigo! O sofá é lindo e é uma peça fulcral na casa, passamos muito tempo nele, e é quase sempre a "mancha" maior da sala... Vale a pena esforçar-mo-nos sim. A nossa casa é o nosso principio e fim, na medida em que lhe damos e ela nos dá.
    A organização também não me assiste, é um constante WIP.

    ResponderEliminar
  3. deve ser uma bela casa, aposto :) a minha não é tão caótica... mas lá está eu também não o sou! tem várias cores e vários estilos...penso que cada divisão tem o seu estilo e o seu ar :) assim não me canso de nada hehe, mas gosto de casas simples, claras, com apontamentos de cores...não gosto de casas muito desarrumadas, mas também não gosto de ver tudo no lugar, essas casas nem parecem habitadas!

    ResponderEliminar
  4. O caos activa a criatividade! Inventei essa máxima para me tranquilizar.
    Não sei se é o momento certo, para acrescentar ou dar ordem ao caos, mas lancei-lhe um repto no post "Espécime" do meu blog. Sinta-se livre para aceitar ou recusar. É esse o espírito. Ana
    http://frascodememorias.wordpress.com/2013/09/12/especime/

    ResponderEliminar