arte

1.10.13

1.10.13
oldies but goodies Se há discussão que se aproxima da questão da fé, é a discussão da arte.
O que é arte. Quem decide o que é arte. E de facto, entre várias abordagens, é difícil chegarmos a um consenso, a uma definição que nos sirva a todos e que todos conseguimos compreender. Por isso a determinada altura deixa-se essas coisas para os críticos, os especialistas, que a maioria de nós não faz a menor ideia de quem são nem em que princípios se baseiam.
E tudo entra num campo enevoado a partir do qual já ninguém se parece interessar.

Hoje o Seth Godin, fala de arte e define a arte de uma forma muito objectiva, como é característico nas suas abordagens.
E assim, sem muitas discussões eu consigo concordar com ele:
"Art doesn't mean painting, art doesn't mean realistic and art doesn't mean beautiful."
"Art doesn't mean craft. And art isn't reserved for a few."
"Art is the work of a human, an individual seeking to make a statement, to cause a reaction, to connect. Art is something new, every time, and art might not work, precisely because it's new, because it's human and because it seeks to connect."
"Five hundred years ago, no painter would talk to you about ideas, or even impact. Painters merely painted. Today, you don't need a brush to be an artist, but you do need to want to make change."
(leiam aqui o artigo completo)

E hoje, falando em arte e pensando nas novas formas de a fazer, ouço ao mesmo tempo uma música que também é um poema e que enquanto forma de arte nos consegue tocar a quase todos, não é verdade?

  (via FB da Marta Plástica)

1 comentário

  1. Lindo o poema, e a melodia, mas eu também gostei muito dos vestidos dela!

    ResponderEliminar